Não adianta você insistir: ela não vai concordar contigo. Ela, meu caro, tem Vênus em Capricórnio. Ela sabe que existe a pegação a rodo no mundo, e até apoia os amigos, mas ela não é assim.

Esse Vênus geralmente é chamado de materialista injustamente. Não é materialismo dar preferência a laços, que levam tempo para ser criados, ao invés de se jogar nos braços do primeiro que aparecer. Simples assim.

Por mais que as patas dianteiras do híbrido capricorniano firmem-se na terra, sua cauda desliza pela água. Neura e uma pitada de expectativas altas fazem parte do pacote. Quem se torna parceiro dessa criatura terá que espalhar post-its diariamente para lembrá-la que ela é amada.

Mas apesar dessa imagem inabalável, ela tem um coração enorme. Como Hozier diria, isso é se a canção não fora composta para alguém como ela, seus olhos e palavras são frios, mas ela queima como rum em chamas.

(Escrito em abril de 2016)

Anúncios